O melhor software de gestão vale por dez.

O melhor software de gestão é PHC,
pela décima vez. Obrigado a todos.
Obrigado por todos.

Descubra as últimas novidades da PHC

Mais automatismos nos seus processos fiscais

ERP à medida do seu negócio e dos seus objetivos

Todas as áreas comunicam, trocam informação e crescem com a sua empresa.
Saber mais

O seu negócio de IT merece a maior rentabilidade

Junte-se a uma comunidade de +400 Parceiros PHC.
Quero ser parceiro

Solução Financeira

O controlo financeiro otimizado e de forma integrada com as áreas vitais da sua empresa.

Porquê o PHC CS?

0
Países
+ 0
Colaboradores
+ 0
Parceiros
+ 0 mil
Clientes
+ 0 mil
Utilizadores

A montanha não é o obstáculo, é o caminho.

Business at Speed

Aliamos a experiência de gestão ao desenho de software, para criar soluções, adaptáveis e completas, que proporcionam flexibilidade ao dia a dia das empresas e aceleram a tomada de decisão. Porque no mundo VUCA em que vivemos, software é a chave da liberdade para o crescimento.

Logótipo PHC CS

Soluções de gestão adaptadas a médias e grandes empresas

As empresas têm desafios comuns de gestão, por isso, temos um conjunto de soluções de gestão abrangentes e adaptáveis, quer para as áreas críticas das empresas, quer para os setores de atividade em que se inserem.

Área de Gestão

Indústria

Quer ver o software de gestão PHC em ação?

Clientes felizes são a nossa melhor história

"O PHC sempre respondeu com rapidez a todas as nossas solicitações. É um programa que se pode padronizar de acordo com as necessidades da empresa o que faz toda a diferença. Estamos muito satisfeitos com a nossa aposta no sistema PHC."

Engº Paulo Nunes, MAT – Materiais de Construção, Lda

Gestão de Capital Humano: a gestão de pessoas tem um novo paradigma

Para Luís Antunes, consultor de gestão de pessoas na PHC Software, independentemente dos modelos de trabalho a seguir, a gestão de capital humano será determinante para gerir o novo paradigma que se impôs. Será?
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
HCM

A gestão de capital humano está na ordem do dia.

Por um lado, há países como a Holanda que pensam legislar o trabalho remoto; por outro, pessoas como o Elon Musk que vêem o teletrabalho como uma forma de “fingir que se trabalha”.

A pandemia conduziu à aceleração do mundo e não só.

A digitalização forçada das várias formas de trabalho, a reconfiguração da força do talento nas organizações e a crescente necessidade de humanizar as empresas são os ingredientes perfeitos para fazer das pessoas o recurso mais valioso de uma organização.

Assistimos ao aparecimento de um novo paradigma na gestão de capital humano e é por isso que, hoje em dia, falar de recursos humanos é redutor quando aquilo que se pretende é gerir o talento nas empresas.

Gerir o capital humano é a base para o crescimento de uma empresa, uma vez que é o trabalho e o desempenho dos colaboradores que irá determinar os bons ou maus resultados organizacionais.

 

Chega de processos administrativos, hoje é preciso gerir pessoas

Num momento em que o mundo assiste a mudanças cada vez mais rápidas e contínuas, o trabalho não é excepção.

Os últimos anos foram determinantes para acelerar a evolução digital das empresas. Por isso, a tecnologia tem sido uma das principais promotoras da mudança, até porque a sua democratização generaliza o seu uso e alarga-o a mais empresas e pessoas.

Para além disso, os elevados volumes de dados que permitem alimentar processos de decisão mais robustos, a Inteligência Artificial e os automatismos cada vez mais presentes no contexto empresarial, para além do aparecimento de modelos de trabalho alternativos.

O artigo “Human Capital Management, que modelo é este e por que é que é essencial às organizações?”, publicado na revista Human Resources, distingue o Human Capital Management daquilo que são os recursos humanos da empresa, onde a tecnologia é o grande fator diferenciador: “Através de ferramentas de controlo de monitorização é possível acompanhar uma série de indicadores que valorizem os objetivos da organização, como a produtividade dos colaboradores, os índices de absentismo, bem como o grau coletivo de satisfação, a sua motivação e envolvimento com a organização. Somente desta forma, é que os gestores podem observar quais colaboradores é que são verdadeiramente capitais humanos dentro da organização, proporcionando-lhes o devido bem-estar-físico e psicológico.”

O HCM é a resposta de que as empresas precisam: um novo modelo de gestão integrada de pessoas, destinado a dar resposta aos desafios que hoje as organizações enfrentam, com recurso à tecnologia.

Mais do que processar vencimentos , assenta em quatro pilares cruciais que também são fatores decisivos que contribuem para a employee journey de uma empresa.

Atração e recrutamento de talento, liderança e desenvolvimento, cultura e bem-estar; e finalmente, gestão administrativa.

Assente em tecnologia analítica e partindo de ferramentas de automatização, controlo e monitorização, o HCM permite acompanhar indicadores relativos aos objectivos da organização – produtividade, absentismo, entre outros – avaliando o grau de satisfação, a motivação dos colaboradores e o seu envolvimento com a organização.

Uma inteligência colectiva onde várias experiências são vividas em prol da organização, fomentando a inovação e a criatividade de todos.

Mas para além da visão do todo, o Human Capital Management permite acompanhar cada colaborador em particular, sendo mais fácil perceber como é que cada jornada deve ser conduzida para melhor potenciar competências e proporcionar bem-estar físico e psicológico.

Ou seja, ao libertar os departamentos de recursos humanos de muita da burocracia que lhes compete, o HCM permite criar uma experiência inspiradora para os colaboradores com o intuito de potenciar o desenvolvimento das pessoas, aumentar a produtividade e gerar valor acrescentado para o negócio.

 

Gestão de capital humano: integração e automatização

De que forma a tecnologia pode elevar a performance da gestão de pessoas a um outro nível? Através de uma experiência que contemple a eficácia de todos os processos que compõem a gestão de capital humano.

Acompanhamento diário, comunicação permanente, lideranças inspiradoras, transformadoras e mobilizadoras dos colaboradores e das equipas, sistemas de avaliação reveladores e potenciadores do mérito, aposta forte na formação: se é necessário inovar a gestão de talento, as empresas devem munir-se de ferramentas que permitam agilizar esta gestão e permitam fazer da experiência de trabalho, uma experiência feliz.

É para responder a estas necessidades do mercado que a gestão de pessoas assume uma importância nunca antes verificada.

Garantir que há espaço para a formação dos colaboradores, fortalecer a liderança e, até, compreender quais as áreas ou pessoas que precisam de algum tipo de intervenção, através de ferramentas que medem o bem-estar de todos os colaboradores e que funcionam como barómetro, alertando ainda para algum problema que surja, este é o propósito de uma solução de Gestão de Capital Humano.

E como os departamentos de recursos humanos sempre foram reféns de uma mão-cheia de processos administrativos e esta solução prevê a redução máxima desse volume de trabalho.

Como? Através de um self-service de colaborador, onde o próprio funcionário pode fazer a sua própria marcação de férias, imprimir declarações, submeter férias, faltas, despesas, e muito mais.

 

Mudar não é uma escolha, é uma evidência

Luís Antunes, consultor de gestão de pessoas da PHC Software, não duvida que a tecnologia é a melhor forma para conseguir ir ao encontro dos desafios que hoje se colocam: “Os departamentos de recursos humanos são, habitualmente, constituídos por poucas pessoas. Porém, as exigências são cada vez maiores, dado que para além das muitas tarefas administrativas para executar, outras preocupações a ter em conta no que diz respeito ao desenvolvimento de carreira e no acompanhamento que precisam dar aos colaboradores, de forma a compreender as suas necessidades e como se sentem na empresa.”

O objectivo é claro: “Fazer a diferença na evolução da sua carreira e promover a permanência na empresa através de, por exemplo, uma produtividade baseada em objetivos e que contempla todos os aspetos que poderão, até, aumentá-la.”

A verdade é que, até agora, a base dos departamentos de recursos humanos são os processos administrativos. E se esse volume de trabalho for reduzido ao máximo desde o primeiro momento do recrutamento?

Na opinião de Luís Antunes, hoje em dia é fundamental apostar numa solução devidamente integrada no software, garantindo que a informação está disponível e chega a todos, que os processos são rápidos e que, muitos deles, são automatizados e integrados em workflows que cruzam e delegam tarefas para todos os envolvidos em determinado projecto: “O software permite-nos humanizar a empresa, levantar a cabeça do teclado e interagir com as pessoas, mantendo-nos mais atentos à realidade e presentes no dia a dia das pessoas.”

 

O talento no centro do mundo: medir para evoluir

Jonas Prising, CEO e chairman da Manpower Group, acredita que o mundo do trabalho está a mudar a um ritmo e uma escala nunca antes vistos, acreditando por isso que a vantagem competitiva é cada vez mais passageira.

Segundo Prising são as competências humanas de relacionamento interpessoal, trabalho de equipa, comunicação, análise e pensamento crítico, resolução de problemas complexos, negociação, inteligência emocional, gestão de conflitos, criatividade, flexibilidade cognitiva, que vão garantir a empregabilidade e a evolução das organizações.

E mais: “As lideranças inspiradoras, transformadoras e mobilizadoras das energias coletivas e a formação, desempenham um papel fundamental, quer na requalificação, quer no desenvolvimento destas competências.”

Para que os líderes consigam tomar as melhores decisões no apoio às pessoas, o people analytics, disponibiliza dashboards que ajudam os gestores a identificar onde atuar e acompanhar os resultados. Num momento em que os dados são considerados o petróleo do século XXI, as empresas têm muito a ganhar com toda a informação por eles revelada.

 

Bem-vind@s à Human Age

Ao contrário do que era esperado, hoje sabemos que as máquinas não substituem o trabalho das pessoas mas podem complementá-lo da melhor maneira, de forma automatizada, sem erros e com total foco naqueles que tornam o negócio possível, sejam os colaboradores ou os clientes.

A Human Age – nome dado à nova era que agora estamos a viver – defende a importância do talento para uma empresa, como sendo o principal condutor de sucesso para os negócios.

 

Sabia que segundo o estudo “Happiness Works 2021”, os trabalhadores felizes faltam menos 36%, têm menos 45% de vontade de mudar de empresa e sentem-se 9% mais produtivos?

E se o seu software de gestão lhe permitisse monitorizar e incentivar a felicidade dos seus colaboradores?

Para responder a estas necessidades do mercado que a gestão de capital humano assume uma importância nunca antes verificada, provando que simples software recursos humanos é insuficiente para suprir as necessidades.

Acompanhamento diário, comunicação permanente, lideranças inspiradoras, transformadoras e mobilizadoras dos colaboradores e das equipas, sistemas de avaliação reveladores e potenciadores do mérito, aposta forte na formação e no bem-estar tanto coletivo como individual: a solução de Gestão de Capital Humano da PHC, permite elevar a performance da gestão de pessoas na empresa a um outro nível e com toda a eficácia.

Quer saber como potenciar o recurso mais precioso da sua empresa?

Com a solução de Gestão de Capital Humano da PHC, querer é poder.

Quer automatizar a gestão e o cumprimento fiscal?

De 16 de setembro a 25 de novembro

Este site requer um navegador mais atualizado para obter a aparência e usabilidade requiridas.

Para usufruir da melhor experiência e conhecer a PHC Software e os seus produtos, deverá aceder através de outro browser mais recente como Google Chrome, Firefox ou Safari.